Start - The Institution - Focal Points - Projects - Advice - Courses - Bibliography - Publications - Cunhary - News - Articulation - Forum - Useful Spaces - Contact Us

logo2.gif (12557 bytes)

banner1.gif (2918 bytes)

                                       banner17.gif (1832 bytes)

SOS Mulher no
Rio de Janeiro

     Está em funcionamento no hospital Pedro II, no Rio de Janeiro o Centro de Atenção à Mulher Vítima de Violência, o SOS Mulher, iniciativa que responde ao agravamento do problema da violência contra a mulher no estado. A cada cinco dias, seis mulheres são assassinadas e a cada dia quatro são estupradas e 85 sofrem algum tipo de agressão.
      Segundo o jornal "A Folha de São Paulo", a maioria das mulheres que procura o SOS mulher é negra, entre 20 e 29 anos, baixa escolaridade, está desempregada, é casada e o agressor foi o marido ou companheiro.
     O SOS Mulher atende 24 horas por dia e conta uma equipe composta por 20 profissionais da área de saúde, chefiada pelo ginecologista Moysés Rechtman.

Ações pela saúde da mulher

     Em 1999, as ações do movimento internacional de mulheres no âmbito da saúde estão enfocando os direitos sexuais e reprodutivos de adolescentes, que constituem hoje quase 20 % da população mundial e visam garantir aos jovens de ambos os sexos entre 10 a 19 anos o acesso a informações e serviços nessa área.
     As mulheres desse grupo estão extremamente vulneráveis à gravidez, à violência sexual e às doenças sexualmente transmissíveis, inclusive a AIDS. Calcula-se que, a cada ano, mais de 14 milhões de adolescentes dão à luz no mundo; 10% dos abortos são praticados por mulheres entre 15 e 19 anos.
      Segundo dados do Ministério da Saúde, no brasil o parto representa a primeira causa de internação de meninas no sistema público de saúde, ao passo que a utilização de medidas contraceptivos é bastante reduzida; apenas 14% das jovens de 15 a 19 anos utiliza algum tipo de
seta_2.gif (306 bytes) método.

Guia para Mulheres

     Acaba de ser lançado em São Paulo o "Guia de Serviços para Mulheres em Situação de Violência" elaborado pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e pela organização não-governamental Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde.
     A publicação, que faz parte de um projeto financiado pela Fundação Ford e pelo CNPQ, relaciona 41 serviços de atenção a mulheres em situação de viol6encia que foram previamente visitados e avaliados pela equipe responsável.
     Maiores informações: liliabli@usp.br

Encontro Feminista Latino-americano

Será realizado de 21 a 26 de novembro, na República Dominicana, o 8º Encontro Feminista Latino-americano e do Caribe. As inscrições estão abertas e custam 50 dólares. A hospedagem por cinco noites em quarto duplo tem um custo de 230 dólares.

Informações e inscrições com a Comissão organizadora. E-mail: viiiencontro@codetel.net.do

Lideranças para o Desenvolvimento Sustentável

Está aberto o processo de seleção do Programa de Lideranças para o Desenvolvimento Sustentável no mercosul – PROLIDES, patrocinado pela Fundação W.K. Kellog e destinado a fortalecer lideranças em processos de desenvolvimento sustentável e integração regional. Podem inscrever-se pessoas de 25 a 40 anos, atuantes em diferentes etores da sociedade e com formações diversificadas. O formulário de inscrição pode ser solicitado à ABDL – Associação brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças, Caixa Postal, 64.549 – S.seta_2.gif (306 bytes) Paulo – SP – 05402-970 e também está disponível na Internet , no site www.lead.org.br/mercosur O prazo se encerra no dia 15/07/1999.
Primeira Mulher no Tribunal Superior de Justiça

Após uma campanha articulada pelo movimento de mulheres, foi nomeada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso a primeira mulher a ocupar uma cadeira na mais alta corte do país. Eliana Calmon Alves , de 54 anos é juiza do Tribunal Regional Federal em Brasília. Conhecida por seu notável saber jurídico a juiza Eliana vem aumentar o contingente de mulheres no Poder Judiciário. Atualmente, as mulheres ocupam 34% dos postos na Justiça do Trabalho, 18% na Justiça Comum e 15% na Justiça Federal.

Chile adota linguagem não sexista em reforma constitucional

No passado mês de maio foi aprovada pelo Congresso Chileno a reforma constitucional que consagra a igualdade entre homens e mulheres. O texto substituiu a express~!ao "os homens nascem livres e iguais em dignidade e direitos" por "as pessoas nascem livres" e acrescenta "os homens e mulheres são iguais perante a Lei".

Josefina Bilbao, Ministra do Serviço Nacional da Mulher explicou que se bem que filosoficamente o termo homem tem designado o gênero humano, juridicamente é um termo equívoco que revela os valores de cada tempo e acrescenta: "neste século conhecemos muito bem a tragédia em vidas humanas que custou a negação do direito a outras pessoas por sua nacionalidade, raça, religião, ideologia ou sexo". seta_2.gif (306 bytes)

Guia de Financiadores

A Associação Pró-Bocaina lançou a edição atualizada do Guia de Financiadores, com informações e dados para contato de 114 entidades de cooperação nacionais e internacionais que atuam na América Latina.

Informações de pedidos: Fone/fax: 0xx12.576-1714 ou e-mail proboc@fastnet.com.br

Vozes essenciais das Mulheres 

De 20 a 22 de setembro, o SESC – Serviço Social do Comércio estará realizando o evento: Vozes Essenciais na Política: a Participação da Mulher”, com o objetivo de fortalecer o conceito de cidadania participativa no sistema democrático, através da discussão do papel da mulher na política, sua inserção no cenário político brasileiro e sua capacitação para concorrer a cargos eletivos. O seminário dará continuidade a um dos temas tratados na conferência “Vozes Vitais das Américas” realizado com o apoio do Governo dos Estados Unidos e do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, em Montevidéu, Uruguai e será organizado em parceria pelo SESC, o Conselho Estadual da Condição Feminina de S. Paulo e a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil.

As mulheres do mundo, cara a cara

A Federação de Planejamento Familiar da Espanha está convocando o Primeiro Concurso Fotográfico “As mulheres do mundo, cara a cara”, com o objetivo de reunir as melhores imagens sobre a saúde e os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres em todo o mundo.
Podem participar mulheres e homens de todos os países, sem limite de fotos ou séries fotográficas. Os trabalhos poderão ser em branco e preto ou cor em tamanho 40 X 50. No dorso de cada foto deverá constar o título da foto, nome da autora ou autor, endereço completo, telefone, e fax ou e-mail (caso possível). 

As inscrições se iniciaram no dia 15 de julho e se encerrarão no dia 15 de outubro de 1999. Todos os trabalhos deverão ser enviados a:

Federación de Planificación Familiar de España

Concurso Fotográfico CARA A CARA
C/ Almagro, 28, bajo 2º
28010 – Madrid – España
seta_2.gif (306 bytes)

Maiores informações podem ser obtidas no endereço acima ou pelo telefone: 34-913199276, fax: 34 913081589 ou e-mail: fpf@adv.es

Ser Mulher completa dez anos

O Ser Mulher – Centro de Estudos e Ação da Mulher Urbana e Rural de Nova Friburgo – Rio de Janeiro, completou no dia 28 de agosto 10 anos de trabalho na construção da Cidadania.
O evento foi comemorado com uma festa onde foram compartilhadas alegrias e conquistas, no Teatro do SESC em Nova Friburgo.
Parabéns a todas as companheiras do Ser Mulher.

Quem quiser conhecer mais sobre seu trabalho pode solicitar informações pelo e-mail: sermulher@netflash.com.br 

Masculinidade e Religião 

As Católicas pelo Direito de Decidir realizam o I Seminário Temático – III Ciclo, Masculinidade e Religião nos dias 15, 16 e 17 de outubro de 1999. O evento será assessorado pelas Professoras Myriam Grossi e Maria Regina Lisboa, da Universidade Federal de Santa Catarina.

As inscrições podem ser feitas até dia 15 de setembro por correio ou fax:
Católicas pelo
seta_2.gif (306 bytes) Direito de Decidir – Av. Brig. Luiz Antonio, 993 cj. 706 –S. Paulo – SP – 01317-001,fone/fax: 11-3107.9038.

Raimunda ganha prêmio 

Raimunda Gomes da Silva, sócia-educadora da Rede Mulher de Educação e representante do Ponto Focal de Tocantinns foi agraciada com o Premio à Criatividade da Mulher no Meio Rural outorgado por um Júri Internacional convocado pela Fundação Cúpula Mundial da Mulher, com sede da Suíça.
O prêmio que é concedido desde 1994, já contemplou 145 mulheres, sendo 34 em 1999, da África, Ásia, América Latina e Europa. No Brasil foi contemplada também a Articulação Nacional de Mulheres Trabalhadoras Rurais e no continente, representantes da Bolívia, Honduras e Paraguai
Os resultados serão divulgados internacionalmente em uma cerimônia a ser realizada no dia 15 de outubro – Dia Mundial da Mulher Rural – na cidade de Genebra.
O prêmio consiste em uma medalha de reconhecimento e uma quantia em dinheiro para que a premiada possa dar continuidade ao seu trabalho. 
seta_2.gif (306 bytes)

Parabéns Raimunda! Um grande abraço de todas as suas companheiras de Rede Mulher!

Cursos de Capacitação

O Núcleo de Educação Popular “13 de Maio” com mais de 17 anos de experiência, organiza cursos de capacitação em Sindicatos, Associações, pastorais, Movimentos Populares e outras entidades interessadas.
São Cursos básicos, de aprofundamento e cursos de monitores, em diferentes áreas de importância para o trabalho social e comunitário.


Maiores detalhes podem ser obtidos na Rua Condessa São Joaquim, 215 – S. Paulo – SP –
seta_2.gif (306 bytes) 01320-000, pelo fone/fax: 11-232-9102 ou pelo e-mail emiliogennari@mandic.com.br  ou mauroiasi@embranet.com.br