banner3.gif (1730 bytes)

A Rede Mulher de Educação

Criada em 1980, a Rede Mulher de Educação é uma organização não-governamental sem fins lucrativos, que promove e facilita a interconexão entre grupos de mulheres em todo o Brasil, constituindo uma rede de serviços em educação popular feminista.

A Rede Mulher de Educação desenvolve ações junto a mulheres e homens, de grupos e instituições mistas, comprometidos com relações humanas sem nenhum tipo de subordinação/dominação. Tais ações visam a fortalecer a capacidade de enfrentamento das desigualdades de gênero, a superação do sexismo nas organizações e a valorização das diferentes contribuições femininas à sociedade.    

A metodologia da RME baseia-se na promoção da auto-estima e da participação crítica e criativa de cada pessoa, como sujeito ativo de seu desenvolvimento pessoal e do processo de transformação social, dentro de uma perspectiva cidadã e democrática. Explicita a inter-relação entre o cotidiano, o local e o global como espaços de luta política.  

Momentos de uma trajetória

Anos 80

  • Pesquisa participante com Clubes de Mães das Zonas Leste e Sul da cidade de São Paulo

  • Processo Constituinte: articulação de mais de 750 grupos populares de mulheres. Emenda popular sobre os direitos da mulher

  • Diálogo intenso com entidades de educação popular e feminista da América Latina: fundação da REPEM– Rede de Educação Popular entre Mulheres da América Latina e do Caribe

  • Programa de Formação de Educadoras Populares para os Direitos da Mulher

  • Processo de Desenvolvimento Organizacional: o Tear e a Trama

  • ECO-92: Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis

  • Beijing 95: articulação para a IV Conferência Mundial sobre a Mulher

  • Programa Interconexões: colocando em contato pessoas ou grupos que sabem e fazem com pessoas ou grupos que querem saber e fazer.

  • 1994: A RME define-se como Escola de Formação de Multiplicadoras em Gênero e Liderança

2000

Atuação

A Rede Mulher de Educação desenvolve atividades de formação, pesquisa, comunicação e de articulação visando ao fortalecimento e desenvolvimento de competências técnicas e políticas de pessoas, grupos e organizações. Contribui para a ampliação do poder de influência destes junto a outros setores da sociedade e nas políticas públicas locais, regionais e nacionais. Tendo como foco Gênero e Liderança, o trabalho da RME está vinculado a três eixos estratégicos:

  • Formação: Sistematização e desenvolvimento de metodologias; formação continuada de formadoras e formadores; formação de lideranças transformadoras rurais e urbanas; assessoria; intercâmbio; produção de materiais educativos.

  • Educomunicação: Comunicação para trabalho em rede; serviços de interconexões; Informativo Cunhary; comunicação e lobby; leitura crítica dos meios de comunicação; gênero e novas tecnologias; RME na web.

  • Empoderamento Institucional: Fortalecimento Institucional de organizações de mulheres; metodologias de gênero e planejamento; análise de gênero no ciclo de projetos; desenvolvimento de redes institucionais; articulação interinstitucional.

Voltar